Pular para o conteúdo principal

Dia Mundial do Hambúrguer - 28/05 - 2ª parte

dia mundial do hamburger
Fonte: Blog Tudo Gostoso

A evolução do hambúrguer americano

Eu tenho para mim que o americano tem síndrome de Midas, pois tudo o que ele toca vira ouro! Pode pesquisar…

Qualquer coisa, mesmo que não seja de origem regional ou local, os Estados Unidos pegam a ideia, aprimoram, adaptam, alteram, melhoram e, de repente, BUM: o mundo todo passa a usar, consumir. Com o hambúrguer não foi diferente — o Mc Donald's é um exemplo disso. 

Encontrei muitas versões do local de nascimento do hambúrguer americano: Wisconsin, Connecticut, Ohio, Nova York e Texas em food trucks, barracas em feiras ou restaurantes de beira de estrada.

O mais interessante é que em cada uma há a sua peculiaridade, olha só:

1885

Feira do Condado de Eire, Hamburgo, Nova York — durante a feira, os irmãos Frank e Charles Menches ficaram sem carne de porco para os sanduíches de salsicha. Para remediar a situação, moeram a carne bovina, misturaram com açúcar mascavo (mascavado), café e outras especiarias e colocaram entre duas fatias de pão.

O sanduíche precisava de um nome, então, Frank ao visualizar o ‘banner’ da feira de Hamburgo, batizou de hamburger em homenagem a Hamburgo (onde o evento acontecia no Estado de Nova York). Em 1951, Frank foi reconhecido como o "inventor" do sanduíche pelo The Los Angeles Times.

Em Hamburgo, para celebrar os 100 anos do nascimento do hambúrguer, a cidade realizou o Bugerfest em 1985. Em 1991, os descendentes dos irmãos Menches encontraram a receita original. Com o sucesso nos eventos regionais, a família abriu o restaurante Menches Bros, em Akron, Ohio. 

Em 2005, a 28 de maio, justamente nesta cidade, decorreu o primeiro festival do hambúrguer, First Annual National Hamburger Festival. A intenção não era só para celebrar os 120 anos de sua invenção como também para homenagear os irmãos Frank e Charles Menches. Seu legado continua no ramo até hoje em Ohio.

Feira do Condado de Outagami e de Seymor, Wisconsin — Charlie Nagreen vendia almôndegas na sua barraca. No entanto, as vendas não estavam boas. Para entender motivo, percebeu, enquanto caminhava pelo evento, que as pessoas comiam em movimento e que as suas almôndegas não propiciavam tal facilidade e praticidade para o consumo.

Então ele teve a feliz ideia de achatar a sua carne e colocou entre duas fatias de pão, batizando a sua nova invenção de hamburger. As vendas explodiram e ficou conhecido como Hamburger Charlie, pois continuou vendendo seus sanduíches, e chamando a atenção dos clientes com violão e gaita, até 1951, ano do seu falecimento.

Considerando que…

  • outros relatos sobre a origem do hambúrguer apontam apenas para a década de 1880 e de Seymor para 1885;
  • foi em Seymor, Wisconsin, que Charles Nagreen nomeou o sanduíche de carne moída entre duas fatias de pão como Hamburger, se popularizando e ganhando fama como Hamburger Charlie em 1885; 
  • por essa fama, Nagreen aos 15 anos empregou 8 pessoas durante as feiras regionais e obteve lucro de $200 em poucos dias;
  • desde então, o sanduíche tornou-se um clássico americano e apreciado por todo o mundo;

Ficou declarado, a 9 de maio de 2007, pelos membros da legislatura, com o apoio do Senado, que a cidade de Seymor, Wisconsin, é o lar original do hambúrguer, Original Home of the Hamburger. 

dia mundial do hamburger
Fonte: Home of The Hamburger

Criaram um hall da fama do hambúrguer em homenagem a Carlie Nagreen e, pontualmente, todo primeiro sábado de agosto ocorre o evento Burger Festival. Durante o evento decorre vários concursos e o “maior desfile de hambúrguer do mundo”.

1891

Dizem que foi em Bowden, Oklahoma, que apareceu o primeiro registro de hambúrgueres grelhados diretamente no fogo e colocados em pães fermentados.

dia mundial do hamburger
Fonte: Route 66 News / News on 6 / Trip Advisor

O escritor de viagens e jornalista da revista Oklahoma Today, Michael Wallis, pesquisou a fundo as verdadeiras origens do hambúrguer. No seu artigo Welcome to Hamburger Heaven, de 1995, o próprio jornalista entrevistou o neto de Oscar Weber Bilby e Fanny, inventores do sanduíche. Nas palavras de Harold Bilby:

a história foi passada de geração em geração. Meu avô dizia que ele fez uma grande grelha com um pedaço de ferro que havia em casa em junho de 1891.  Então, no mês seguinte, em 4 de julho, embaixo daquela grelha, ele acendeu uma fogueira de madeira e, quando os carvões estavam ardendo, colocou a carne moída de Angus sobre o fogo e preparou uma grande quantidade de  hambúrgueres. Quando já estavam bem cozidos e suculentos, eram colocados nos pães caseiros (de fermento) feitos pela minha avó Fanny. Ele serviu os sanduíches para os vizinhos e amigos junto com sua própria cerveja artesanal, também carbonatada com fermento. Fizeram tanto sucesso, que passou a prepará-los todo 4 de julho. Às vezes até 125 pessoas apareciam.

Michael Wallis disse que a matemática apoia a história da Família Bilby, pois durante 13 anos os hambúrgueres de Oscar Bilby atrapalharam as vendas da Feira Mundial de St. Louis. Por isso, Oklahoma é também considerado o berço do hambúrguer. 

1904 — Feira Mundial de Saint Louis

dia mundial do hamburger
Fonte: The Atlantic - Dia da abertura da Feira Mundial de St. Luois de 1904.

Contudo, o tão aclamado sanduíche que conhecemos hoje só chegou ao conhecimento de um grande número de pessoas na Feira Mundial de Saint Louis (também conhecida como Louisiana Purchase Exhibition), em 1904. 

Um repórter do New York Tribune escreveu sobre o novo sanduíche chamado hambúrguer e que um vendedor inovou oferecendo comida rápida e fácil de comer. Tudo indica que Fletch Davis era o vendedor que o repórter mencionou. Conhecido como Old Dave, ele era o proprietário de uma lanchonete em Athens, no Texas. 

Dave servia as carnes grelhadas, e bem crocantes dos dois lados, com cebola crua entre duas fatias grossas de torrada caseira.

Este evento também apresentou aos americanos novos produtos, como casquinha de sorvete (gelado) de “waffle”, chá gelado, manteiga de amendoim, algodão-doce, entre outros.

1916

Um cozinheiro do Kansas, Walter Anderson, desenvolveu novos pães para serem servidos com os hambúrgueres. A massa era mais pesada que a do pão comum e a moldou em formato quadrado, no tamanho exato para a sua carne.  

dia mundial do hamburger
Fonte: whitecastle.com / Go Dairy Free

O seu sanduíche fez sucesso que montou um restaurante dentro de um bonde antigo. Em 1921, junto com Edgar Waldo "Billy" Ingram, foi aberto o White Castle Hamburger e que até hoje vendem os seus hambúrgueres fritos no vapor.

1920 — Inventaram de colocar queijo no hambúrguer

Há divergência sobre a invenção do cheeseburger:

  • Jeffrey Tennyson, em 1995, escreveu no livro Welcome to Hambuger Heaven que o Rite Spot Café foi o local que serviu o primeiro "cheese hambuger".
  • Roger M. Grace, em 2004, escreveu no Metropolitan News-Enterprise que o inventor do "hambúrguer de queijo" foi Lionel C. Sternberger em Los Angeles, porém que não se sabe a data: 1924 ou 1926.
  • Já Steve Harvey, em 1991, apontou na sua coluna no LA Times, que a invenção se deve a um cozinheiro de um restaurante local em Pasadena quando jogou uma fatia de queijo em cima do hambúrguer após a sua preparação.

1931 — Hambúrguer nos quadrinhos do Popeye

Todo mundo sabe que J. Wellington Wimpy, o Wimpy, era um personagem completamente apaixonado por hambúrguer, mas você sabia que a sua fama popularizou o sanduíche nos Estados Unidos a ponto de gerar uma bem-sucedida cadeia de hamburguerias?

dia mundial do hamburger
Fonte: Pegasus Aero Group / Grub Hub

Sim! Era conhecida como Wimpy's e durante muitos anos foi sucesso absoluto. Conforme os desejos do fundador, as 1500 hamburguerias foram fechadas após o seu falecimento em 1978.

1934 — Cheeseburger em Kentucky…

O What's Cooking America também aponta que em Louisville, Kentucky, Charles Kaelin abriu um restaurante em 1934 e logo ficou conhecido como O Berço do Cheeseburger. 

Isso porque ele teve a brilhante ideia de acrescentar uma fatia de queijo durante a preparação do sanduíche. O queijo derretido em cima da carne deu um novo sabor ao hambúrguer e tornou-se sucesso rapidamente. A sua popularidade espalhou-se por todo o país.

1935 — … ou no Colorado?

Contudo, em Denver, no Colorado, Louis Ballast, dono do Humpty Dumpty Barrel Drive-In registrou a palavra cheeseburger no Colorado em 1935. Entretanto, no seu menu de 1934, havia uma frase que sugeria o cliente a experimentar os hambúrgueres com queijo Kaelin por apenas 15 centavos.

Mas Charles Kaelin criou o cheeseburger em Kentucky ou Colorado? Essa é a incógnita! 

1937 — The Big Boy

dia mundial do hamburger
Fonte: The Coast News

Bob Wian fundou o Big Boy em Glendale, Califórnia, e apresentou o primeiro sanduíche de dois andares. Ou seja, ele cortou o pão em três e colocou dois hambúrgueres.

A partir de 1948


dia mundial do hamburger
Fonte: Guia do Hambúrguer / LinkedIn / rd.com / Mundo das Marcas

 
Em 1948 surgiu a primeira lanchonete dos irmãos Mc Donald em San Bernardino, na Califórnia. Em 1954, apareceu o Burger King, o concorrente que brigaria com o Mc Donald's pela coroa do fast food em Miami, Florida.
 
No entanto, o primeiro Big Mac foi inventado em 1967 por Jim Delligatti e apresentado pela primeira vez em Pittsburgh, na Pensilvânia. Até hoje é o sanduíche mais famoso da rede. 

dia mundial do hamburger
Fonte: Food & Wine
 
Para finalizar, esta foi uma pesquisa que quanto mais você procura, mais informação duvidosa é encontrada. E nessa loucura, não há fonte primária. Algumas dizem que foi Ciclano quem inventou, outras que foi Beltrano. Já outras apontam várias localizações de nascimento, crescimento e aprimoramento do sanduíche.
 

Harmonização

O que importa mesmo é que é uma delícia principalmente quando preparamos artesanalmente em casa e quando harmonizamos com um excelente vinho tinto.

Aliás, essa dica de harmonização deixo para você ler lá no Aspectos do Vinho.

🍔🍷E Feliz Dia Mundial do Hambúrguer para vocês!!!🍷🍔


Comentários

Popular Posts

Restaurante Cais da Villa

  O cais mais chique 'da' Vila...Real.  Depois de 4 anos morando aqui, sempre tinha ouvido falar sobre esse restaurante, entretanto, a vida de estudante não permitia o investimento financeiro aos comes e bebes do estabelecimento.  Sim, Vila Real é movida pela Universidade. São mais de 7.000 novos alunos que chegam anualmente para estudarem aqui. Durante a pandemia, virou uma cidade fantasma. Sem praxes e festas acadêmicas, sem agito, sem nada.  Todavia, eu tenho que admitir, os universitários sacodem tudo e levantam a poeira. Portanto, o público-alvo do Cais da Villa não é voltado para eles. É realmente um restaurante caro para o interior do Norte de Portugal. Talvez se estivesse em uma cidade mais cosmopolita e turística como Lisboa, Porto, Coimbra ... daria para entender, mas em VR?  Enfim, eu fui! O Cais da Villa está situado na estação ferroviária, em um antigo edifício histórico com mais de 100 anos: "Neste espaço de ambiente informal funciona o restaurante à carta,

É Beef Wellington, Boeuf en Croute ou Steig Wellington?

A cultura gastronômica do bife mais famoso Esses dias eu, sem querer, vi um vídeo do chef francês Claude Troisgros no qual ele ensinava um adolescente a fazer o Bife Wellington. Claro que eu assisti o passo a passo todo e o meu apetite abriu na hora! Mas uma curiosidade surgiu: por que esse prato recebe o nome de Wellington? Quem foi Wellington? O que ele fez? É uma figura importante? E lá fui eu matar a minha curiosidade. Origem do prato Arthur Wellesley, primeiro duque de Wellington Para início de conversa, ou leitura, a origem do prato é incerta e não se sabe se é francesa, inglesa ou irlandesa. P ude encontrar um melhor aprofundamento informativo em The Food Timeline , além de receitas datadas em ordem cronológica através de uma linha do tempo e várias versões que recebem o mesmo nome. Tudo indica que existe uma contenção histórica a respeito da origem do Bife Wellington, entretanto, os historiadores apontam que o nome foi dado em homenagem a Arthur Wellesley, primeiro duque de We

Você sabe por que o Crepe recebeu o nome de Suzette?

Curiosidades da cultura gastronômica Uma das coisas que mais atiça a minha curiosidade é saber porque os pratos recebem nomes próprios. É muito comum ver ruas com nomes de pessoas que fizeram diferença e foram importantes para a cidade, mas na gastronomia muitos dos "batismos" não são por causa do chef que inventou tal prato e muito se deve à situação ou momento que foi criado. Esse delicioso crepe aponta algumas versões, entretanto todas são interessantes.  Primeiro de tudo: o que é Crêpe Suzette? É uma sobremesa. Considerada uma panqueca bem leve e fininha que é servida dobrada em um molho de laranja, limão (alguns colocam), açúcar e manteiga com licor de laranja ou conhaque e flambada à mesa. A receita original usa o Licor de Curaçao (de laranja amarga) e, posteriormente, o licor Grand Marnier foi adotado à receita que também é um licor de laranja feito de conhaque Cognac. Origem incerta... Versão 1:  Tudo indica que foi em 1896, no Café de Paris em Monte Carlo, pelo chef