Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo adegas

Projeto Aspectos do Vinho

Degustações vínicas no Norte de Portugal Os eventos e degustações vínicas aqui em Portugal ficam muito limitados às grandes cidades, mais turísticas, mais "pops" por serem mais famosas do país, como por exemplo Lisboa e Porto.    Nesse um ano e pouco que estou no interior, Vila Real, os eventos mais pontuais acontecem no verão durante todos os finais de semana, praticamente em todas as cidades.São festivais culturais típicos de cada cidade que envolvem música, dança, artesanato, comida, bebidas e etc. No inverno, por causa do clima, parece que as pessoas ficam com mais preguiça de sair de casa e a oferta de eventos temáticos são bem menores (comparados com o verão!).  Patrimônio, identidade e pertença do e no Norte português Pensando nas degustações vínicas que São Paulo propunha, independente das estações do ano, foi vista a necessidade de fazer o mesmo em Vila Real: eventos que valorizassem a cultura, a história, as vinhas e os vinhos do Norte, levando ao c

Caminhos Cruzados Winery - A beleza das vinhas e vinhos portugueses

Enoturismo do Dão E o enoturismo continua, porém chegando à reta final. Saímos do Douro e fomos direto ao Dão, a caminho para Lisboa, o dead line. Mas enquanto isso, o pé ainda estava na estrada e paramos na Caminhos Cruzados Winery. Uma vinícola com arquitetura super moderna e as vinhas se perdem no horizonte onde o olhar não consegue alcançar. Fomos recebidos pela proprietária Ligia e os enólogos, Carlos e Manuel, os quais foram extremamente simpáticos, nos acompanharam pelas vinhas, adega e durante toda a degustação. Os vinhos realmente são de tirar o chapéu.    A linha Titular é o carro chefe e foi lançada em 2012, desde o rosé ao tinto, incluindo os espumantes. Durante a nossa caminhada até as vinhas, nos deparamos com dois cães, que moram na vinícola, super dóceis e loucos por "miminhos", como se diz aqui em Portugal. Roubaram a cena! Uma vinícola premiada Em 2013, foi iniciado o projeto para recuperar as vinhas velhas e a plantação de novas

Casa de Santar / Paço dos Cunhas - A beleza das vinhas e vinhos portugueses

Chegamos ao Dão!  Adoro os vinhos daqui, pra mim, um dos melhores portugueses. Estão lembrados da Ana Paula Teixeira que nos recepcionou na Quinta do Encontro, na Bairrada ? Ela novamente aparece em Santar com aquele abraço e uma recepção pra lá de calorosa!    Como eu disse anteriormente, a Global Wines é uma empresa composta por várias vinícolas e que abrange regiões dos Vinhos Verdes, Douro, Alentejo, Lisboa, Bairrada, Dão e Vale do São Francisco (Brasil). Dão: a Borgonha Portuguesa Mas antes de contar como foi essa visitação especial, algumas informações sobre esta região: foi a primeira Região Demarcada de vinhos não licorosos no país, em 1908, está localizada na província de Beira Alta, centro de Portugal e é conhecida como a Borgonha Portuguesa.   "As vinhas situam-se entre os 400 e os 700 metros de altitude, em planaltos de solos xistosos e graníticos de pouca profundidade, onde abundam os pinhais, produzindo vinhos encorpados com elevada capacidade de envelhec

Quinta do Vallado - A beleza das vinhas e vinhos portugueses

"A Quinta do Vallado, construída em 1716, é uma das Quintas mais antigas e famosas do Vale do Douro" * De longe, ainda na estrada sinuosa do Vale do Douro, é possível saber onde a Vallado está porque o seu tom alaranjado chama atenção no meio do verde das vinhas e oliveiras.    O meu lado artista plástica sempre gostou dessa combinação de cores. Como eu adoro a cor laranja e, principalmente, vinho, tivemos uma identificação quase instantânea.    Está localizada em Peso da Régua, situada às margens do Rio Corgo, um dos rios afluentes do Douro. O local é muito bonito, arquitetura moderna e uma parede de garrafas que chega a embaralhar a vista.    O enoturismo é semelhante aos outros com o tour pela vinícola, explicações, tour na adega e uma excelente equipe de profissionais. História Como foi mencionado acima, a Quinta é de 1716. Por ser uma das mais antigas e tradicionais, tem muita história interessante que é contada junto com o tour.    Eles disseram que

Herdade do Rocim - A beleza das vinhas e vinhos portugueses

Vinhos alentejanos Pensa em um lugar moderno, bonito e amplo. É aqui. Agora pensa em pessoas simpáticas e felizes enquanto trabalham. Na Herdade do Rocim é assim (até rimou!).    O verde, as vinhas seguem no horizonte que não têm fim. A bela natureza se mistura com a arquitetura moderna resultando em um contraste harmônico entre o que foi feito por Deus e pelo homem. Fomos recepcionados com largos sorrisos e uma taça de rosé. Ali não é somente uma vinícola, é um espaço para eventos pois o lugar é tão bonito, que as pessoas se casam, comemoram aniversários ... enfim, o Rocim te convida para celebrar a vida (nossa, outra rima!).    Visitação Tivemos uma breve explicação sobre a história da vinícola, depois fomos andando pela adega. Conforme passávamos pelos corredores, as explicações sobre o processo de produção, armazenamento, o vinhos nas barricas em madeira, os tanques gigantes de aço inox que mais parecem naves espaciais e as enormes talhas que também são usadas para ferme

Dona Maria - A beleza das vinhas e vinhos portugueses

Patrimônio Cultural do início ao fim... Completamente apaixonada por esta visita, pois se as paredes falassem contariam uma história incrível desde o século XIII. Primeiro fomos recebidos na capela pela Isabel, esposa de Julio Bastos, e sua simpática cadelinha (esqueci o nome), onde contou a história da vinícola e da propriedade. É de arrepiar, porque ali tem muita história, incluindo uma de amor entre o rei D. João V e D. Maria. Tudo despensa comentários, pois é uma beleza infinita, o antigo mixado com o moderno: desde os azulejos originais e típicos portugueses - que nunca foram restaurados e estão em perfeito estado de conservação e que estão em todos os cômodos da casa principal, incluindo a capela - até a acolhedora e imensa adega onde fizemos a degustação de 9 rótulos. Tudo de extremo bom gosto!    A história  "… esta casa apalaçada do princípio do Séc. XVIII é hoje um ponto de referência, não só pela sua beleza como também pela sua história e qualida

Herdade do Mouchão - A beleza das vinhas e vinhos portugueses

Simplicidade alentejana Esta 2ª visita foi bem bacana, porque além da produção de vinhos também tem a de mel, azeite e da aguardente.    A recepção foi super acolhedora e recebemos explicações diretamente do campo, em frente às videiras, do sobreiro (que é a árvore que se retira a cortiça pra fazer a rolha, que por sinal, a história dessa vinícola começou por causa da cortiça) e de dentro da adega, tanto sobre a produção de vinho quanto a destilação do bagaço da uva.   Já que foi mencionada a história da Mouchão, vamos a ela: "Vastas planícies, pontuadas por algumas florestas e extensos olivais, são a paisagem dominante da região do Alentejo. Foi para aqui que, no início do século XIX, Thomas Reynolds migrou, tendo como objectivo o negócio da cortiça. Três gerações depois, o seu neto John Reynolds adquiriu uma propriedade de 900 hectares, denominada Herdade do Mouchão. Aqui, à atividade corticeira a família acabou por adicionar a produção de vinhos.