Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo japonesa

Aomori

O "japa" de Vargem Grande Paulista surpreende! Há tempos eu gostaria de escrever sobre o Aomori. É um restaurante japonês que fica em Vargem Grande Paulista dentro de um posto de gasolina, na estradinha que vai pra Ibiúna. Óbvio que já deve ter gente torcendo o nariz ao ter lido "dentro de um posto de gasolina" - é que o posto, além da loja de conveniência, tem farmácia, imobiliária, restaurante a quilo (que só abre no almoço), igreja evangélica, entre outras coisas, .... E o Aomori. Daí a pessoa pensa que pra ter um rodízio japonês de qualidade precisa ir até SP, está redondamente enganado. O Aomori está a 10 minutos de casa e tem um dos melhores rodízios que eu já pude provar. Certo dia fomos pra pedir o "a La Carte" porque não queríamos comer tanto quanto no rodízio e nos deparamos com uma novidade:  Então, decidimos provar:  Aqui você pode escolher o temaki de sua preferência ou esse Shake Thai: que é salmão com cebolinh

Taki Sushi Granja Viana x Masaki Sushi

Comparando dois japas paulistanos Olá Pessoas, Hoje o meu post será longo e comparativo na cara dura, porque a experiência vivida ocorreu na mesma semana: Taki Sushi na segunda-feira e o Masaki Sushi na quinta-feira, ou seja, um intervalo de 3 dias. O Taki Sushi, localizado na Granja Viana, foi uma opção pra quem estava morrendo de fome, queria comer um rodízio japonês em plena segundona à noite (a maioria dos estabelecimentos estão fechados neste dia da semana) e optou por este lugar porque estava aberto com o valor beeeeemmmm atraente. OBS: Lembrando que costumo comer no japa perto de casa, onde o valor do rodízio é bem mais salgado, porém o cardápio me oferece alguns combos diferenciados pra quem não quer se empanturrar demais e a qualidade é excelente. Mas para esse restaurante, farei um post único, pois ele merece! Voltando à vaca fria ..... Taki:  Não taki, não talí, não estão nem aí!! Nem sei por onde começar .... tamanha a minha insatisfação pelo o qu

Jardineira Grill

Não se faz mais restaurante como antigamente... Hoje eu vim falar sobre uma churrascaria que há muito tempo não ia e que minha amiga quis matar a saudade da carne brasileira. Morando na Irlanda há mais de um ano ela veio à São Paulo para uma visita rápida e não conhecia o Jardineira Grill. Então juntamos a fome com saudade dela de carne, a nossa saudade dela com a vontade de comer. Lá fomos nós para um almoço em pleno domingo. Nem preciso dizer que ficamos esperando um pouco, mas também chegamos por volta das 14:00 h .... queríamos sentar, bater papo, comer e matar a saudade, afinal, era muito tempo longe pra ser posto em dia em poucas horas (aliás, horário não era a nossa preocupação).    Ficamos na salinha de espera por volta de 20 minutos, ali tem um bar que você pode pedir as bebidas e um rechaud com salgadinho (bolinha de queijo, patinha de caranguejo, croquete e etc). Pedi um suco de tomate temperado e eles água e refrigerante. São 22 anos em atividade Bom, pra que

Koí Zan - Culinária Japonesa

Que coisa, esse Koí Zan!!! Nossa ida ao Koí Zan, na Granja Viana, foi justamente porque nossas lombrigas por um rodízio japonês estavam aguçadíssimas. Esse rodízio deles é individual. Então ao invés de chegar uma barca com muitos sushis e sashimis, rolls e etc, proporcional ao numero de pessoas à mesa, no Koí Zan cada pessoa recebe porçõezinhas e querendo repetir, é só pedir. Talvez seja pra evitar o desperdício ... será? Já fomos em vários e muito melhores restaurantes japoneses, na Granja ou em São Paulo. De tanto que falaram desse restaurante, esperávamos muito mais.  A sobremesa que salvou a noite! O que salvou o nosso jantar e a nossa noite: Sobremesa Banana Crocante - que é banana coberta com corn flakes empanada e servida com sorvete de creme. Comemos porque estávamos com fome, mas não saímos de lá com satisfação gostosa e sim, com a sensação de barriga cheia. E diga-se de passagem: a pior de todas! Quebrando o Feitiço: Atendimento: péssimo, sem nota